Tanto faz!

Pretendo fazer de tudo pra escrever todos os meus sentimentos, embora com pensamentos confusos e complicados que nem todos os poetas conseguiriam defini-los corretamente.
Por mais que possa filosofar de forma singela ou não, às vezes justas ou injustas aparentemente ao próximo; que ironia não poder agir, sentir ou ser comigo mesma.
Por que é sempre assim?
O “ser” pode até não ter generosidade ou solidariedade a tudo que se é imposto, mas tem virtudes coerentes e moralmente na maioria da vezes perfeccionadas ao certinho.
Ao certinho que ninguém consegue cumprir, mas todos tem o dom de aconselhá-las ao próximo.
A lógica é o certo e que todos além de cumpri-las deveriam também senti-las sem duvida alguma.
Mas nem sempre a lógica é o certo para quem está cego.

One Response

  1. JANE 17 de julho de 2009

Deixe uma resposta