Seres subliminares

Andar entre múltiplos seres
É andar perto deles
Cada um são realmente vários deles

Todos com seus guardiões
Com seus anjos protetores
Com quem estou falando?
Este também sou eu?

Ou é um dos de mim se interpondo
Interagindo com alguém
Que sequer pode vir a saber quem?
Caóticas relações, imprevisíveis reações
Amortecimentos, dissimulações

São assim, meio que independente de mim
Com o grau das consciências determinando o patamar dos controles
Entidades flutuando
Decifradores ajudando
Dissimuladores atuando
Nas sociedades de um só e seus eus
Na pluralidade desses filhos de Deus.

Edbar

Fonte: Mensagens e Poem

Deixe uma resposta