Real SIMPATIA

“Mas agora, sem lei, se manifestou a justiça de Deus testemunhada pela lei e pelos profetas;
Justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos e sobre todos os que crêem;
porque não há distinção.”
Rom 3.21,22

A justiça aqui referida não é a justiça que Deus requer dos homens, mas a justiça de Cristo que lhes está oferecendo para terem vida.
Esta é a oferta de Deus para os pecadores que se arrependem.
É simplesmente revolucionário compreender e divulgar o significado desta breve expressão:
Que não há distinção quanto ao direcionamento desta oferta.
A eficácia deste conhecimento está em que se tenha um coração tão dilatado quanto o coração de Deus, em levar a palavra da promessa da salvação do evangelho a todas as pessoas, sem se fazer qualquer tipo de acepção.
Não importa que seja alguém que goste de funk, rock, samba, valsa, forró, ou xote.
Não importa a cor da pele.
A condição financeira ou social.
Temos uma dívida para com Deus para levar o evangelho a todos os homens.
É somente quando se aprende isto no coração, que se pode agir como Paulo, que se fazia de tudo para com todos com o propósito de ganhar alguns.
Quando se é preconceituoso pouco se conseguirá para Cristo na evangelização.
As pessoas perceberão que não temos apreço por elas, por causa de seus gostos diferentes dos nossos, ou por qualquer outro tipo de diferença pessoal.
É preciso sacrificar nossos gostos tal como fizera o apóstolo.
É preciso estar com a mente e coração abertos para não incorrermos no erro de selecionar os nossos ouvintes.
Porque a oferta da justiça de Cristo é gratuita e universal.
Pr Silvio Dutra

Deixe uma resposta