Quando você crescer

Tem faltado você em quase tudo…
é como se não fosse mais o mundo, mas alguma
coisa torta procurando mais porquês
Sua presença me concerta, mostra que nem tudo é
uma reta e que eu posso errar quando não puder
Eu aprendi a ser tão simétrica e você apenas desconcerta
só para ensinar que o mundo é bom porque é torto
Eu aprendi a morrer por um não; e você apenas me nega
só para ensinar que tudo é tão pouco sem ao menos um
Eu tenho medo do que a sua aura promete
por mais que eu tente pode ser que eu não acerte, mas agora
e a despeito de tudo eu quero tentar
Eu tenho medo porque quase sei que tudo vai ser muito rápido…
e mesmo querendo todo o tempo do mundo, estou fadada a me colocar
em suas mãos e aprender a viver o tanto que se tem.

Deixe uma resposta