Pela Lágrima

Eu já nem sei se é pela poeira dessa estrada
Que o meu olhar se chegou hoje mais molhado
Ou se foi essa distância tão constante
Que trouxe junto alguma mágoa do passado.
Talvez nem seja pelo jeito dessa lágrima
Que já faz tempo anda escasso meu sorriso
Pois ainda tenho aquela antiga alegria
Que re descubro nos momentos que preciso.
A lágrima é um silêncio guardado pela alma
Que se solta simplesmente por partir
E querer explicá-la com palavras

2 Comments

  1. MADALENA 27 de julho de 2010
  2. MADALENA 27 de julho de 2010

Deixe uma resposta