Nesta Canção

Em misteriosas juras,
ergui meu picadeiro emocionado,
ali te encontrei, escrevi,
rumando ao norte, as toadas,
as venturanças,
a jóia apaixonada em furor!

De ato em flor,
mergulhei em maestria,
vim a tona em fantasias
te bebendo em versos, vendo em ti,
a lua crescente, o elo vivente,
as runas em ramalhetes!

Creio no rufar dos tambores,
incandescendo teu olhar,
chamando-te, deixando-te
ainda mais inerente a paixão,
flutuante em cristalinos alvéolos
nascido aqui, nesta canção!

Abençoados sejam
os saltimbancos do amor,
trazendo-te nas mais belas
paisagens dos encampados
lírios que pajeiam tua fonte,
encantada nas águas do coração!

Deixe uma resposta