Me entreguei

Me entreguei demais, não pensei no ontem, nem mesmo no depois.
Fiz de tudo para não acontecer, mas um sorriso nos lábios, abraços foram palavras, gestos e carinhos acompanhados por seus passos, louca e alucinada, me perdi no som dos seus gemidos. Apeguei-me repentinamente a você.
E agora? Sinto sua falta, mas….Tenho medo e preciso parar para não sofrer mais do que estou sofrendo, lutando para aumentar esse sentimento de vontade, de desejo e por conseqüência decepção.
Queria nesse momento ser uma rocha Para não ter sentimentos e não sentir doer.
Passado apenas um mês e com tantas histórias, comecei a pensar. No vazio de uma cama quente, após um belo ato de amor, a ausência ao acordar, e não saber o destino. Não poder escutar a voz e esperar por um ocasional momento. Como já vivi isso uma vez.
E como sempre, vem a solidão. Um estado interior que não depende da distância , um vazio que invade. Você já tem traçado e firmado seu destino, sua vida, suas companhias. Eu, ao contrário, sou levada pelas

One Response

  1. lais 12 de março de 2009

Deixe uma resposta