Mar Aberto em Poesia

Não me entendo

Sem uma reflexão sobre o mundo

Sem um mergulho profundo

Em meu próprio mar

Que contempla outros

Mais ou menos fundos

Vidas cruzadas

Emoções aladas ou petrificadas

Não me vejo

Sem algum desatino

Sem suspiros

Sem a alegria despretensiosa de um menino

Sem a companhia de sonhos e livros

A poesia é um pedaço do meu chão

Estrelado ou não

Deixe uma resposta