Esse querer

Amo, como tanto amo,
O amor que me faz ser,
O dono que me chamo
De todo esse querer,
De faíscas vira chama
Quando dizes que me ama,
Com todo esse poder,
Em larvas como vulcão,
De candura que de ti derrama,
Para de faíscas virarem chama,
A inflamar-me de você

Deixe uma resposta