E aqui vou eu

Enquanto me reviro em meus lençóis
E mais uma vez não consigo dormir
Saio pela porta a caminhar pelas ruas
Olhar as estrelas abaixo de meus pés
Recordar ,recordar
Então aqui vou eu
Olá, olá

Não há nenhum lugar aonde não possa ir
Minha mente está enlameada mas
Meu coração é pesado, ele mostra
Eu perco a trilha que me perde
Então aqui vou eu

E assim eu mandei alguns à luta,
E um voltou tarde da noite
me disse “tê-lo visto meu inimigo?”
perguntou: “ele se aprecia comigo?”
Assim eu saí fora para me cortar
E aqui vou eu

Eu não me estou pedindo por uma segunda
chance,
Eu estou gritando à plenos pulmões
Me dê a razão, mas não me dê escolha,
Porque eu farei apenas o mesmo erro outra vez,

E talvez um dia nós nos encontremos
e iremos conversar e não apenas falar
Não compres as promessas
Porque eu não
e minha reflexão me incomoda
e aqui vou eu

Eu não me estou pedindo por uma segunda
chance,
Eu estou gritando à plenos pulmões
Me dê a razão, mas não me dê escolha,

enquanto me reviro em meus lençóis
E mais uma vez não consigo dormir
Saio pela porta a caminhas pelas ruas
Olhar as estrelas abaixo de meus pés
Então aqui vou eu.

One Response

  1. isael 3 de dezembro de 2009

Deixe uma resposta