Cura-nos

Cura-nos, Senhor
do temor e da incredulidade
da cegueira e da desesperação
da tristeza sem causa e do assombramento
do amor e das saudades
livra-nos pino do dia
em que te não esperamos
e pesada e inepta vai a alma
e que a asa da tua madrugada
nos acorde para o trabalho da fé
e a hora da compaixão que não tem hora

José Augusto Mourão (Portugal 1947 – )

One Response

  1. nino 21 de agosto de 2010

Deixe uma resposta