Amor Perdido

Os ponteiros vão marcando
as horas lentamente
e no meu peito um aperto
me faz lembrar você inutilmente.
O vazio me sufoca
A solidão me rodeia
O meu pranto reclama
um amor que não solidificou

One Response

  1. natalia 17 de setembro de 2010

Deixe uma resposta