Alma de mulher

Olhos estremecidos
Coração palpitante
Declarações sem sentidos,
Flores sem perfumes
Pensamentos imaturos
Gestos inocentes.
A mulher é inocente demais
Ela se entrega,
Mergulha numa ilusão
Sem pensar nas conseqüências.
Se declara
Sem temer a solidão.
No final se desilude
Se rende a dor de um amor.
Joga pro alto seus sonhos
E vive em funções de lembranças.
Se nega a sorrir.
Anos se passam,
O corpo diz não
Mas a alma e o coração dizem sim.
A alma de uma mulher

One Response

  1. monica 17 de fevereiro de 2011

Deixe uma resposta