A cor do meu grito

Não importa quantas cores existirem
nem todos os arcos ires aparecerem
Vermelha é a cor do meu grito!
Do sangue que jorra
das lágrimas que escorrem
pelos oprimidos
sofridos!
Bebo um gole do meu reflexo
amargo
horrível
bebo a cor do meu grito
Vermelha é cor do meu grito!
Do sofrimento sem nome
com gosto de fel
que clama por fraternidade.
Trémula, encolhida
dentro do meu espanto
quero gritar
a única coisa que posso fazer é sangrar!
Vermelha é cor do meu grito!
Mastigo todas as imagens,
tento engolir todas as dores
mudar as cores
Sou palavras sem sentido
janela sem vidro
para que meu grito
seja por todos ouvidos.
Vermelha é cor do meu grito!

Deixe uma resposta