Ganhei na Loteria!

Um homem entra em sua casa correndo e grita para a sua mulher:
– Arrume as suas coisas!!! Eu acabei de ganhar na loteria!!!
Ela questiona:
– Você acha melhor que eu leve roupas para frio ou calor?
O homem responde:
– Leve tudo!! você vai embora!!!!

Fonte: piadas online

Saberás

Saberás que não te amo e que te amo
posto que de dois modos é a vida,
a palavra é uma asa do silêncio,
o fogo tem uma metade de frio.

Eu te amo para começar a amar-te,
para recomeçar o infinito
e para não deixar de amar-te nunca:
por isso não te amo ainda.

Te amo e não te amo como se tivesse
em minhas mãos as chaves da fortuna
e um incerto destino desafortunado.

Meu amor tem duas vidas para amar-te. Por isso te amo quando não te amo e por isso te amo quando te amo.

Pablo Neruda

I Hate This Part – The Pussycat Dolls (tradução)

publicidade anuncie

Estamos dirigindo devagar pela neve na 5° Avenida
E agora, o rádio é tudo que temos para ouvir
Não nos falamos desde que nos separamos,é tão ultrapassado
Está frio lá fora,mas entre nós está pior aqui

O mundo desacelera
Mas meu coração bate rápido agora
Eu sei que esta é a parte
Em que o fim começa

Não posso continuar com isso
Achava que éramos mais fortes
Tudo que fazemos é ir levando
Escapando de nossos dedos
Não quero mais tentar
Tudo que nos restou foi o adeus
Para encontrar um jeito de te dizer

Eu odeio essa parte
Eu odeio essa parte
Não posso suportar suas lágrimas
Eu odeio essa parte

Todos os dias, sete vezes a mesma velha cena
Parece que vamos ficar sempre na mesma rotina
Preciso falar com você agora antes de irmos dormir
Mas você irá dormir assim que eu te disser o que está
me machucando?

O mundo desacelera
Mas meu coração bate rápido agora
Eu sei que esta é a parte
Em que o fim começa

Não posso continuar com isso
Achava que éramos mais fortes
Tudo que fazemos é ir levando
Escapando de nossos dedos
Não quero mais tentar
Tudo que nos restou foi o adeus
Para encontrar um jeito de te dizer

Eu odeio essa parte
Eu odeio essa parte
Não posso suportar suas lágrimas
Eu odeio essa parte

Eu sei que me pedirá para aguentar
E continuar como se nada estivesse errado
Não há mais tempo para mentiras
Pois eu vejo o pôr-do-sol no seus olhos

Não posso continuar com isso
Pensava que éramos mais fortes
Fomos levando
Escapando de nossos dedos
Não quero tentar agora
tudo o que restou é um adeus
Para encontrar um jeito de te dizer

Mas eu vou fazer
Eu vou fazer
Eu vou fazer
Odeio essa parte
Eu vou fazer
Eu vou fazer
Eu vou fazer

Eu odeio essa parte
Eu odeio essa parte
Não posso suportar essas lágrimas
E odeio essa parte

Fonte: Vagalume

I´m Yours – Jason Mraz (tradução)

Bem, você fez bonito comigo e tem certeza que eu senti
Eu tentei ficar frio mas você foi tão quente que me
derreteu
Eu caí por entre o rochedo
E estou tentando voltar
Antes que o frio passe
Eu estarei dando o melhor que posso
Nada me deterá a não ser intervenção divina
Reconheço que é minha vez novamente de ganhar algumas
e aprender algumas

Eu não hesitarei não mais
Não mais, isto não poderá esperar, eu sou seu

Bem, abra sua mente e veja como eu
Abra seus planos, e caramba, você é livre
Olhe dentro do seu coração e você vai encontrar amor amor amor
Ouça a música do momento e talvez cante comigo
Eu gosto da pacífica melodia

Surdina

publicidade anuncie


No ar sossegado um sino canta,
Um sino canta no ar sombrio…
Pálida, Vênus se levanta…
Que frio!

Um sino canta. O campanário
Longe, entre névoas, aparece…
Sino, que cantas solitário,
Que quer dizer a tua prece?

Que frio! embuçam-se as colinas;
Chora, correndo, a água do rio;
E o céu se cobre de neblinas.
Que frio!

Ninguém… A estrada, ampla e silente,
Sem caminhantes, adormece…
Sino, que cantas docemente,
Que quer dizer a tua prece?

Que medo pânico me aperta
O coração triste e vazio!
Que esperas mais, alma deserta?
Que frio!

Já tanto amei! já sofri tanto!
Olhos, por que inda estais molhados?
Por que é que choro, a ouvir-te o canto,
Sino que dobras a finados?

Trevas, caí! que o dia é morto!
Morre também, sonho erradio!
A morte é o último conforto…
Que frio!

Pobres amores, sem destino,
Soltos ao vento, e dizimados!
Inda vos choro… E, como um sino,
Meu coração dobra a finados.

E com que mágoa o sino canta,
No ar sossegado, no ar sombrio!
– Pálida, Vênus se levanta.
Que frio!

Olavo Bilac, in “Poesias”

Leveza

publicidade anuncie

Teus olhos ausentes fazem de meus dias noites intermináveis
Levando-me às portas das trevas tão temidas
A tua ausência me faz sentir rastejante entre a dor e a solidão
que dominam minha alma lançada ao vago das lembranças…

Sem tua pele sinto-me jogado ao frio, nu…
Sem teus lábios deixo de sentir o néctar da vida,
Sem tuas palavras sou lançado ao desespero…

Se, antes, os dias se postavam prontos com a esperança da felicidade
Hoje, os dias vem como carrasco deixando marcas do teu descaso…
Se, entre meus lençóis, me fiz senhor sobre Eros,
agora, sou escravo das sensações que me levam ao passado
e jogam-me no confronto da realidade em que fostes miragem…

Com teu jeito felino adentrastes minha história
rasgou minhas páginas secretas
fez me sentir de senhor à criança
em meus dias gotas de mel,
Mas, depois, saístes de tudo…
Tal como uma brisa transformada na mais negra das sombras…

Se, antes, percorrias comigo as trilhas do amor e da luz,
agora estais no vale das sombras e lá não posso mais te ver
Enfim…escrevestes tua história…

(Paulo Nunes Junior)

A paz que eu quero pra ti

publicidade anuncie

A paz que eu quero pra ti é aquela com a qual tu sonhas:
um mundo perfeito, em que todas as pessoas são honestas e sinceras…
Onde as coisas sempre dão certo.
O mundo perfeito eu posso sentir ao fechar os olhos. Imagino um clima agradável,
onde é quente para quem gosta de calor, e é frio para quem gosta de ter
alguém pertinho para esquentar. Imagino um chão macio, que toma a textura que quisermos,
desde que tenhamos a capacidade de nos mantermos de pé. Imagino pessoas que se amam,
que se prezam e cuidam umas das outras, sem diferenças, sem necessidade de sentirem
melhores que qualquer outro. Imagino um ambiente perfeito!
Depois disso tudo, minha mente voa para buscar estratégias
de te deixar viver um mundo assim. Num segundo plano,
busco meios de estar junto de ti para viver cada segundo do mundo
perfeito que tu me fizeste acreditar que existe.
Esse mundo eu descobri em mim, ao buscá-lo no infinito.
De repente, achei na minha mente e no meu coração desejos e
sentimentos que podem ser o grão de areia para o mundo de paz que eu quero pra ti.