Pedidos…

Espero-te amor,
sinto-me prisioneiro
e sem teus braços
que me enlaçavam,
dando vida à minha vida,
o meu viver morre
de desespero pela tua ausência
e desfaz-se em pedaços.
Espero-te amor,
dá-me a tua mão amiga,
pois, meu ser habita em ti
e minha alma jaz perdida,
vivendo o sonho da espera
em longas e sofridas horas,
sem amor, ou ternura
e o coração na amargura.
Olha como imploro
a doçura dos teus lábios,
já sem forças e quase louco
na angústia mergulhada
e no vazio perdido,
clamando por teu amor
com o coração ferido…
Meus olhos gotejam lágrimas
e minha alma a saudade
dos beijos que em teus lábios bebi…
Vem amor, vem,
vem que eu espero por ti!
ama me como deve ser e serás compensada.