ANJO, torne fértil meu CORAÇÃO

Recado Facebook ANJO, torne fértil meu CORAÇÃO

Um anjo apareceu em minha vida veio sem avisar queria em mim terra fértil para o amor semear.
Tão atordoado com a vida sem tempo até de sorrir não dei ouvidos ao anjo meu caminho continuei a seguir.
Mas caí no vazio sem carinho, sem amigos, sem luz, sem calor
Como viverei sem amor?
Voltei onde o anjo estava e pedi que tornasse fértil o meu coração
Sem amor tudo faltaria
Com amor, adeus solidão.

Meu CORAÇÃO de AMOR embriagado

publicidade anuncie
Recado Facebook Meu CORAÇÃO de AMOR embriagado

Amar você é bom demais
Sei que vivo porque não te esqueço e o carinho que me dás eu mereço!
Mereço porque sempre foste para mim o eterno, o primeiro, o maior, o sem fim…
No coração guardo das canções a mais bonita, não pela harmonia ou a beleza da escrita mas porque, de todas, foi a mais ouvida, a mais desfrutada, a mais sentida.
Sempre deste e hoje me dás tanta ternura, me dás a paz, a alegria, me dás a candura e me fizeste a mais feliz das mulheres.
Por isso terás de mim tudo que quiseres.
A beleza do eterno, do sempre, do tudo, tão difícil de entender pelo resto do mundo, é tão simples para nós que nos queremos tanto e conservamos dos primeiros beijos o encanto.
Pensar só em ti é para mim prazeroso!
Sentir teus braços em abraços é gostoso!
Falar contigo, recordar, viver tudo novamente, saboreando o amor que nunca foi ausente, oferecendo-te, de mim, o que há de mais sagrado: o meu coração todo inteiro, de amor embriagado!

Vem Andar Comigo – Heloisa Rosa

publicidade anuncie

Mudaste minha vida,
Com teu falar senhor!
Arrebataste o meu coração
Por inteiro!
Senhor eu nunca mais
Serei o mesmo!
Pois o teu amor
Me libertou!
Eu quero viver
Nos teus braços!
Senhor, te peço:
Vem andar comigo!
Mudaste minha vida,
Com teu falar senhor!
Arrebataste o meu coração
Por inteiro!
Senhor eu nunca mais
Serei o mesmo!
Pois o teu amor
Me libertou!
Eu quero viver
Nos teus braços!
Senhor, te peço…
Senhor eu nunca mais
Serei o mesmo!
Pois o teu amor
Me libertou!
Eu quero viver
Nos teus braços!
Senhor, te peço:
Vem andar comigo!
Me encha de ti
Em tua presença!
Quero transbordar
Do teu amor!
Te pus como selo sobre o meu coração!
Senhor eu nunca mais
Serei o mesmo!
(repete)
Senhor eu nunca mais
Serei o mesmo!
Pois o teu amor
Me libertou!
Eu quero viver
Nos teus braços!
Senhor, te peço…
Senhor eu nunca mais
Serei o mesmo!
Pois o teu amor
Me libertou!
Eu quero viver
Nos teus braços!
Senhor, te peço:
Vem andar comigo!
Vem andar comigo!
Oh senhor!

Fonte: letras terra

Estante da Vida – Heloisa Rosa

Eu sou um vaso quebrado pela vida
Eu sou um vaso arranhado pelas circunstâncias
Eu sou vaso quebrado tentando me reconstruir
Eu já fui encostado por haver outros mais fortes
Eu já fui um vaso vazio, sem água, sem flores
Buscando a aceitação dos homens, querendo estar no centro
Mas um dia o Oleiro veio… e me Olhou
Mas um dia o Oleiro veio… e me levou
Mas um dia o Oleiro veio… e quebrou meu coração
E me fez um Vaso novo [ yeaaah ]
Não importa o lugar, sei que sou visto por TI
Não importa o lugar, sei que sou amado por TI
Não importa o lugar, sei que sou aceito por TI
Não importa o lugar, sei que sou amado por TI

Fonte: letras terra

A

Era uma vez um camponês que foi à floresta vizinha apanhar um pássaro para mantê-lo cativo em sua casa. Conseguiu pegar um filhote de águia. Colocou-o no galinheiro junto com as galinhas. Comia milho e ração próprias para galinhas, embora a águia fosse o rei/rainha de todos os pássaros.
Depois de 5 anos, este homem recebeu em sua casa a visita de um naturalista. Enquanto passeavam pelo jardim, disse o naturalista:

Bala de Prata

publicidade anuncie

Criminosa
Não posso olhar dentro do seu olhar,
Bala de Prata acerta pra matar.
Virei seu refém e não quero escapar.
Bandida
Você atirou em minha direção,
E acertou bem no meu coração.
Minha vida ficou na palma de suas mãos.

Hoje cedo acordei mas sei lá
uma coisa diferente em mim
O meu corpo arranhado, suado,
uma história sem começo e fim
Ela entrou no meio da noite,
tem a chave do meu coração
de repente soltou seus cabelos
me entreguei sem ter reação.

Não posso olhar dentro do seu olhar,
Bala de Prata acerta pra matar.
Virei seu refém e não quero escapar.
Bandida
Você atirou em minha direção,
E acertou bem no meu coração.
Minha vida ficou na palma de suas mãos.

Estou vivendo na cela da paixão
eu fui condenado pelo amor
Ela é perigo é abrigo
uma mistura de querer e dor
Ela é um pouco do fogo e do gelo,
ela é sol é chuva de verão
O seu charme me fez prisioneiro
invadiu de vez meu coração.

Não posso olhar dentro do seu olhar,
Bala de Prata acerta pra matar.
Virei seu refém e não quero escapar.
Bandida
Você atirou em minha direção,
E acertou bem no meu coração.
Minha vida ficou na palma de suas mãos.

Criminosa
não posso olhar dentro do seu olhar,
Bala de prata acerta pra matar.
Virei seu refém e não quero escapar.
Bandida
Você atirou em minha direção,
E acertou bem no meu coração.
minha vida ficou na palma de suas mãos.

Criminosa,
Criminosa.

Fonte: vagalume

Eu Conheço

Conheço teu medo, a tua felicidade e os teus sonhos.
Conheço tua estrada e sei exatamente o teu destino.
Conheço-te por dentro

Madrid

Que saudade amor
tô sabendo que ai na Espanha tudo é lindo
Você me deixou e aqui dentro
o meu coração ficou
partido
Nessa cidade
não vou mais sorrir
Que bom seria se São Paulo fosse do lado de
Madrid
Ooooooooo

No Puedo más, mi corazón
tá doendo aqui na solidão
No puedo mas vivir sin ti
Volta logo pra São Paulo ou eu vou pra Madrid

Que saudade amor
Volta logo pro hemisfério sul do mundo
Ficar sem você
Me mostrou o quanto é bom estarmos juntos
Sonho tão lindo é ter você aqui
Que bom seria se São Paulo fosse do lado de Madrid
Ooooooooooo

Fonte: vagalume

Versos Simples

Sabe, já faz tempo,
Que eu queria te falar,
Das coisas que trago no peito.

Saudade,
Já não sei se é a palavra certa para usar
Ainda lembro do seu jeito.

Não te trago ouro,
Porque ele não entra no céu,
E nenhuma riqueza deste mundo.
Não te trago flores,
Porque elas secam e caem ao chão.
“Te trago” os meus versos simples,
Mas que fiz de coração.

Sabe, já faz tempo,
Que eu queria te falar
Das coisas que trago no peito.

Saudade,
Já não sei se é a palavra certa para usar
Ainda lembro do seu jeito.

Não te trago ouro,
Porque ele não entra no céu,
E nenhuma riqueza deste mundo.
Não te trago flores,
Porque elas secam e caem ao chão.
Te trago os meus versos simples,
Mas que fiz de coração.

Fonte: vagalume.