Minha filha

Por perdão,… desculpas,
é que vou começar,
esses versos ou poesia,
sei lá no que vai dar.

Me cobras amor,
diz que não fostes amada por mim.
Engana-se em seus devaneios,
meu pequeno querubim.

Amo-te à meu modo,
modo, que tive de encontrar,
Pra na vida de mãe e filha,
poder-mos contracenar.

Não sei o que fizemos,
uma à outra, em vidas passadas.
mas agora tenho certeza,
voltamos pra resgatar.

Por isso eu peço agora,
filha de reencarnação,
quebre a redoma que à envolve,
e deixe falar seu coração.

Perdoa os erros cometidos,
por este espírito imperfeito,
que nesta vida está tentando,
fazer as coisas direito.