Eu ERA FELIZ e não sabia

publicidade anuncie
Recado Facebook Eu ERA FELIZ e não sabia

Tenho vontade de ter tudo o que tinha antes…
Meus amigos, minha mãe, minha avó!
Tenho vontade de ser tudo o que eu era antes…Segura
Tenho vontade de sorrir como eu sorria antes…De verdade
Tenho vontade de chorar como eu chorava antes…Sem motivos realmente tristes
Tenho vontade de dormir como eu dormia antes…Tranqüila
Tenho vontade de sonhar como eu sonhava antes…Sem limites
Tenho vontade de olhar como eu olhava antes…Sem ter que desviar o olhar para não deixar transparecer minha tristeza
Tenho vontade de falar como eu falava antes…Que minha vida está com certeza completa!
Mas não posso ter, ser, andar, sorrir, chorar, dormir, sonhar, olhar e nem falar.
Tudo como era antes!
Simplesmente porque um dia eu fui assim.
FUI! Não sou mais…Mudei muito.
As custas da minha história, de tudo o que já foi escrito por mim.
Mas ainda não mudei o bastante.
Tudo e todos que a vida vai me dar…
Tudo e todos a que essa mesma vida…Vai me privar
Tudo como era antes?
Ah se querer fosse poder…
Eu era feliz e sabia!

SEMPRE diga o quanto AMA alguém

publicidade anuncie
Recado Facebook SEMPRE diga o quanto AMA alguém

Havia, uma vez, um rapaz primeiro em tudo: melhor atleta, melhor estudante, mas o que nunca soubera era se tinha sido um bom filho, um bom companheiro ou um bom amigo.
Num dia de depressão o rapaz se deixou morrer.
Quando ia a caminho do céu encontrou um anjo e este lhe perguntou:
“Por que fizeste isso se sabias que te amavam?”
Ao que ele respondeu:
“Há vezes em que vale mais uma só palavras de consolo do que tudo se possa sentir…Em tão longo tempo eu nunca escutei:”‘Estou orgulhoso de ti, obrigado por ser meu amigo’… nem, sequer, um ‘Eu gosto muito de vc’…”
Como o anjo ficou pensativo, o rapaz disse:”E sabes o que mais dói?”
O anjo, triste, lhe perguntou: “O que?”
Ele respondeu, “que apesar disso ainda espero escutar algum dia um ‘Eu GOSTO DE VOCÊ!'”
Em seguida a isto, o anjo abraçou o rapaz e lhe disse que não se preocupasse porque dele se aproximava a única pessoa que sempre lhe havia dito aos ouvidos que o amava, mas a quem ele nunca havia escutado e quemo, agora, recebia de braços abertos.
É importante que se diga às pessoas o quanto elas são importantes para você!

Mensagem de lição de vida

publicidade anuncie

Um belo dia de sol, Sr. Mário, um velho caminhoneiro
chega em casa todo orgulhoso e chama a sua esposa
para ver o lindo caminhão que comprara
depois de longos e árduos 20 anos de trabalho.
Era o primeiro que conseguia comprar
depois de tantos anos de sufoco e estrada.

A partir daquele dia, finalmente seria seu próprio patrão.

Ao chegar à porta de casa,
encontra seu filhinho de seis anos,
martelando alegremente a lataria do reluzente caminhão.

Irado e aos berros pergunta o que o filho estava fazendo e,
sem hesitar, completamente fora de si,
martela impiedosamente as mãos do garoto,
que se põe a chorar desesperadamente sem entender o que estava acontecendo.

A mulher do caminhoneiro corre em socorro do filho,
mas pouco pôde fazer.

Chorando junto ao filho,
consegue trazer o marido à realidade,
e juntos levam o garoto ao hospital para cuidar dos ferimentos provocados.

Passadas várias horas de cirurgia,
o médico desconsolado e bastante abatido,
chama os pais e informa que as dilacerações foram de tão grande extensão,
que todos os dedos da criança tiveram que ser amputados.

Porém, o menino era forte e resistia bem ao ato cirúrgico,
devendo os pais aguardá-lo no quarto.

Ao acordar, o menino ainda sonolento
esboçou um sorriso e disse ao pai:
-Papai, me desculpe. Eu só queria consertar seu caminhão, como você me ensinou outro dia. Não fique bravo comigo.
O pai, enternecido e profundamente arrependido,
deu um forte abraço no filho e disse que aquilo não tinha mais importância.

Não estava bravo e sim arrependido de ter sido tão duro com ele
e que a lataria do caminhão não tinha estragado.

Então o garoto com os olhos radiantes perguntou:
– Quer dizer que não está mais bravo comigo?

Sou o vento da Pampa Gaúcha

publicidade anuncie

Trago a marca do esquecimento
gravada em meu coração
com o ferro quente e sangrento
da mentira e da ilusão
cicatriz de um sofrimento

Trago a marca da traição
e a dor do arrependimento
nas notas de uma canção
neste palco lamacento
nos olhos do meu irmão

Trago lágrimas de lamento
num olhar de revolução
Com braço forte sustento
a bandeira da libertação
tremulando com sentimento.

Trago a história de um momento
de revolta e de reação
Nas veias de um movimento
de um povo que quer ser Nação
e com sangue fez juramento

Trago meu Pai do passado
e me apresento, presente!
Com os meus filhos do lado
renovo a fé na minha gente
e na força do meu estado

Trago sobre o corpo uns trapos
e na alma as marcas da guerra
trago o sangue de todos Farrapos
que morreram por esta terra
pelejando, bravos e guapos

Trago no peito a esperança
quando a mão do meu filho seguro
Vejo nele, e em cada criança
a garantia de um futuro
com o passado na lembrança

Autor: ErdoBastos