Poesia Para Futura Mamãe

publicidade anuncie

Muito antes de nascer, na barriga da mamãe, ja pulsava
sem querer o meu pequenino coração, que é sempre o
primeiro a ser formado nessa linda confusão.

Muito antes de nascer, na barriga da mamãe, ja comia para viver
X-salada, bala, ou bacalhau, vinha tudo pronto e mastigado no
cordão umbilical.

Tanto carinho, quanta atenção, colo quentinho,
Ahh, que tempo bom, de umbigo a umbiguinho,
um elo sem fim, num cordãozinho da mamãe para mim.

Muito antes de nascer, na barriga da mamãe, começava
a conviver com as mais estranhas sensações, vontade
de comer de madrugada, marmelada ou camarões.

Muito antes de nascer, na barriga da mamãe, ja pulsava
sem querer o meu pequenino coração, que é sempre o
primeiro a ser formado nessa linda confusão.

Me virava para escolher a mais confortável posição.
São nove meses sem fazer nada, entre água e escuridão.

Tanto carinho, quanta atenção, colo quentinho,
Ahh, que tempo bom, de umbigo a umbiguinho,
um elo sem fim, num cordãozinho da mamãe para mim.

Fonte: Mensagens e Poemas

publicidade anuncie

Comentários Facebook

Deixe uma resposta