Fome de amor

A tarde se embaça,
encontro a vidraça
a chuva vem

o vento soprando,
o tempo passando
eu sem ninguém

o frio que invade
no peito a saudade
preciso desabafar

você foi embora,
e a chuva la fora
molhando as marcas deixadas
pelo nosso adeus

Refrão

Vem me fazer amor, que eu te preciso
vem me fazer sentir, no paraíso
vem me matar de amor, diz que me ama
pois nada pra mim tem sentido se você não está

o dia escurece
a noite anoitece
e meu olhar

vazio sem vida,
a alma ferida
não quer curar

meus olhos chorando
a boca esperando
ainda um beijo seu

você foi embora,
e a chuva la fora
molhando as marcas deixadas
pelo nosso adeus

publicidade anuncie

Comentários Facebook

Deixe uma resposta